logo_m

Comunicação Integrada para cuidar da imagem e da reputação de empresas, organizações e produtos, com foco em resultados.

facebook
twitter
youtube
intagram
google

Próximo líder político virá da iniciativa privada, aponta especialista da FGV

 

CabreraDiante de uma crise evidente de lideranças políticas no Brasil, a solução deve vir da iniciativa privada, de acordo com Luiz Carlos Cabrera, professor da FGV e sócio da PMC Panelli Motta Cabrera & Associados. Em reunião do G100 Brasil – Núcleo de Estudos do Desenvolvimento Empresarial e Econômico, realizada na última quarta-feira (30) no Hotel Hilton, em São Paulo, o especialista disse acreditar que o próximo grande líder sairá do empresariado.

“Nunca vivemos uma crise de lideranças políticas como a atual, e igualmente grave é a falta de um plano estratégico de senso comum. Cada um tenta salvar o seu lado. No entanto, o que temos observado no momento é a iniciativa privada encostando no sistema político, e dela sairão os líderes para o futuro”, apontou o professor. Porém, ele acredita que esse processo demandará um certo tempo.

“Ainda não acontecerá nessa próxima eleição, porque não se forma um líder assim. Será preciso uma adaptação desse líder ao sistema político brasileiro, que é confuso, sem regras muito claras e difícil de se entender. Mas tenho quase certeza de que ele virá da iniciativa privada. O Dória é um bom exemplo”, observou.

Importância das reformas

Apesar da crise política, Cabrera entende que as reformas que estão sendo colocadas em prática pelo atual governo terão um papel fundamental na formação de novas lideranças em um período de retomada da economia. “As reformas são importantes porque permitem o crescimento de uma nova geração de líderes. Elas preparam um terreno fértil”, disse.

Cabrera apontou a Argentina como um exemplo a ser seguido. “Depois de muitos anos, os empresários deram um basta e se associaram ao presidente Macri, tanto que as taxas de crescimento da Argentina, em oito meses, já são melhores que as nossas”, concluiu o professor.

Sobre o G100 Brasil – Composto de 100 membros (empresários, presidentes e CEOs), mais 20 membros (economistas-chefes/especialistas financeiros) efetivos e nomeados, o G100 Brasil  reúne destacadas lideranças empresariais do País em busca do desenvolvimento da sociedade e de suas organizações. Orientado pelas Alianças de Conteúdo com Universidades reconhecidas no País, além de uma ampla rede de Parceiros Estratégicos Nacionais e Internacionais, os Núcleos de Estudos têm por objetivo, por meio de reuniões fechadas e restritas, o debate entre seus Membros para o desenvolvimento e produção de conteúdo, influenciador das decisões corporativas, considerando a transferência de conhecimento, benchmarking e a cooperação entre seus integrantes.